domingo, 25 de julho de 2010

MARIANA IANELLI - FLOR DO OFÍCIO


Foto: Petronio Cinque


FLOR DO OFÍCIO


Emboscada no silêncio
Eu preparo a rosa inútil
Com as horas que salvei
Do desperdício.

Feito um verme
Decompondo ceticismo
Em força indômita,
Preparo e deito essa flor
No teu caminho
Para quando o teu corpo
(Tão quebrantável quanto o meu)
For sozinho pastorear
Seus demônios no vazio.

Quase dois mil anos
Guardado no deserto
Um salmo esperou
Para recobrar sua melodia –
E eu não te esperaria?


MARIANA IANELLI


Kátia Borges entrevista Mariana Ianelli:
A FEBRE MÁGICA – “Sinto falta de poemas que emocionem”
Clique no link abaixo, leia e comente a entrevista,
publicado em 25/07/2010, na revista Muito, do jornal A Tarde, em Salvador:
http://revistamuito.atarde.com.br/?p=5300

13 comentários:

Sandrio cândido. disse...

conheço todo a obra da mariana e a considero uma das melhores do nosso tempo.

Claudio Sesín disse...

Mariana, tu poesía es un gran placer y permanentemente emociona y toma altura.

Fabrícia Miranda disse...

Que bonito esse poema dessa moça Mariana! Sabe quando algo vem nos dizer qualquer coisa que precisamos ouvir num certo dia?

Nádia Cerqueira disse...

Muito linda a poesia de Mariana e também gosto muito da sua...um dia quem sabe vou chegar perto de vocês rsrsrsr.
Um abraço, Inácio!

Gerson Chagas disse...

Belíssimos, poema e autora.

IARA ABREU disse...

Belo poema.


iara abreu

João Castro disse...

Querida Mariana lindo poema parabéns João de Castro.

Idalina de Carvalho disse...

José Inácio,

que poema maravilhoso da Mariana Ianelli! Que moça bonita, né?

Gostei muito.


Idalina

Mirdad disse...

Eu não esperaria.

E tem Mayrant no Pílulas lá no blog. Confira!

JIVM disse...

Estender flores no caminho do outro. E uma rosa que brotou do âmago do teu ser. Oh, bela poeta, só uma deusa da tua dimensão é capaz de um gesto tão sublime. A tua singeleza me fortalece. És tão centrada que me convidas a ser mais eu. Receba a minha admiração e o meu carinho. Abraços.

JIVM

Pablo Sá disse...

Maravilhosa leitura.
Parabéns Mariana por palavras tão sublimes, " certeiras ", um abraço ao cavaleiro de fogo.

Por que você faz poema? disse...

Veja uma ilustração do centauro no blog de uma amigo santoamarense:
ttp://saintcerquer2.blogspot.com/2010/07/centaurus.html

José Carlos Capinan disse...

Essa mulher tem alguma coisa estranha que nos convida a ficar olhando, também fala coisas que nos obriga a perguntar quem é ela. Podemos saber mais ?

Capinan