terça-feira, 5 de junho de 2018

O CINEMA QUE O SOL NÃO APAGA, NOVO DISCO DE THIAGO AMUD

Por José Inácio Vieira de Melo




"O cinema que o sol não apaga", novo álbum do cantor e compositor Thiago Amud é uma das mais belas páginas da música contemporânea. "A impotência de quem sonha é terrível", frase do sociólogo e filósofo francês Edgar Morin, é a epígrafe do disco, mas foi de um sonho inquietante que Amud chegou à sua epopéia sonora, cosmo estético que transborda erudição, sendo, ao mesmo tempo, tão simples e corriqueiro como a flor que desabrocha, agora, em algum lugar do Sertão. Amud, quando pega o violão e se encaminha para a composição, pode ter certeza que algo no mundo vai mudar. O canto deste "Abaporu cobaio" é tão "thiagonizante" que consegue mudar o jeito de seus ouvintes sentir a música, porque, apesar da estranheza, sua expressão é tão de todos. Começo a achar que a missão de Thiago Amud é revelar a nossa face brasílica, planetária, cósmica. O que, certamente, nos faz querer mergulhar, cada vez mais, no céu de sons de Amud, é que o voo que ele nos propõe não é órfão. É certo que seguimos sozinhos, e os caminhos são inóspitos, mas há um lugar onde os nossos mistérios encontram guarida, encontram aconchego. O canto de Thiago Amud é mãe e manhã, é "Nascença". O que não posso deixar de dizer, de reafirmar, de corroborar, é que, além de compositor estupendo, Amud é um belo poeta. Quem entra no seu 'cinema' descobre o sol, descobre-se astro de um filme estranhamente novo. E sonha, e sai por aí, 'assum livre', espalhando luz. O Brasil tem jeito, nós temos jeito, sim! A prova disso é a música de Thiago Amud. 

segunda-feira, 21 de maio de 2018

"ENTRE A ESTRADA E A ESTRELA" NO RIO - REGISTROS

Lançamento do livro "Entre a estrada e a estrela" no Rio de Janeiro 
Centro Cultural Justiça Federal, Cinelândia, Rio de Janeiro-RJ
17 de maio de 2018 - Fotos: Caroline Moraes


Salgado Maranhão apresenta JIVM

José Inácio Vieira de Melo recitando um poema do seu novo livro
"Entre a estrada e a estrela". Ao seu lado, o poeta Salgado Maranhão

José Inácio Vieira de Melo e Salgado Maranhão
"Entre a estrada e a estrela" no Centro Cultural Justiça Federal

Platéia seleta e atenta no lançamento de "Entre a estrada e a estrela" no Rio

José Inácio Vieira de Melo, "O mundo foi feito pra gente andar".

José Inácio Vieira de Melo, "Entre a estrada e a estrela"

A música de Luisa Lacerda, Pedro Indio Negro e Ilessi.
Salgado Maranhão, poeta apresentador do evento.

Pedro Indio Negro e Ilessi, dois talentos da novíssima Música e Poesia do Brasil 

Luisa Lacerda, talentosa cantora, compositora e violonista.

Thiago Thiago de Mello e Juliana Linhares, preciosidades da novíssima Música e Poesia do Brasil

Thiago Thiago de Mello, Juliana Linhares e Salgado Maranhão

Thiago Thiago de Mello e Ilessi, Música e Poesia no lançamento de "Entre a estrada e a estrela", no Rio

O poeta Adriano Espínola lê poema do livro "Entre a estrada e a estrela".
Ao seu lado, o poeta Salgado Maranhão.

O poeta Tanussi Cardoso declama poema de José Inácio Vieira de Melo

Astrid Cabral, dama da poesia, recita poema do livro "Entre a estrada e a estrela"

Os poetas Igor Fagundes e Omar Salomão em recital "Entre a estrada e a estrela"

O poeta Igor Fagundes, coordenador do lançamento do livro
"Entre a estrada e a estrela", no Centro Cultural Justiça Federal, no Rio

O poeta Omar Salomão declamando poema do livro "Entre a estrada e a estrela", de JIVM

José Inácio Vieira de Melo e Thiago Thiago de Mello: dois brasis conversando

Thiago Thiago de Mello, cantor e compositor de raro valor. Carioca de origem amazônida.

Thiago Thiago de Mello e José Inácio Vieira de Melo interpretando a parceria canção "Cavalo de luas"

José Inácio Vieira de Melo: "Nas lonjuras do Sertão/
um jovem poeta lia/ estrelas, constelações/ relinchando fantasias" 

O "Cavalo de luas" de Thiago Thiago de Mello e José Inácio Vieira de Melo

Thiago Thiago de Mello, Juliana Linhares e Ilessi
encantando o público do evento "Entre a estrada e a estrela"

Luisa Lacerda, Thiago Thiago de Mello, Juliana Linhares,
José Inácio Vieira de Melo, Ilessi e Pedro Indio Negro 

Claudio Leal Cacau, Anna Maria Fernandes e José Inácio Vieira de Melo 

Alexandra Vieira de Almeida, Claudio Leal Cacau, Anna Maria Fernandes e Igor Fagundes

Tanussi Cardoso, José Inácio Vieira de Melo e Jacinto Fabio Corrêa 

Karla Julia e José Inácio Vieira de Melo

Linda Soglia e Karla Julia

José Inácio Vieira de Melo e Maria do Carmo Bomfim

Maria França Cunha e José Inácio Vieira de Melo

José Inácio Vieira de Melo e Luís Andrarreis

José Inácio Vieira de Melo e Manuel Antonio de Castro

José Inácio Vieira de Melo e Tania Niskier

José Inácio Vieira de Melo e Luiz Antônio Souza

José Inácio Vieira de Melo e Adriano Espínola

Astrid Cabral, José Inácio Vieira de Melo e Linda Soglia

Helena Ortiz e José Inácio Vieira de Melo

Andréia Ribeiro e José Inácio Vieira de Melo "Entre a estrada e a estrela"

Andréia Ribeiro, José Inácio Vieira de Melo e Tággidi Ribeiro

Omar Salomão e José Inácio Vieira de Melo

Ricardo Vieira Lima e José Inácio Vieira de Melo

Máarcio Catunda e José Inácio Vieira de Melo

Márcio Catunda, Salgado Maranhão, José Inácio Vieira de Melo,
Igor Fagundes e Ricardo Vieira Lima - cinco poetas brasileiros

José Inácio Vieira de Melo, Cris Nascimento e Salgado Maranhão

José Inácio Vieira de Melo e colegas de Caroline Moraes

Tom Farias, José Inácio Vieira de Melo e Salgado Maranhão

Arlene Moraes, Caroline Moraes, José Inácio Vieira de Melo e Linda Soglia

Caroline Moraes, fotógrafa do lançamento e sobrinha de José Inácio Vieira de Melo