terça-feira, 3 de março de 2009

I SEMINÁRIO DE LITERATURA E DIVERSIDADE CULTURAL - ESTAÇÃO DE MARÇO



UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

Departamento de Letras e Artes
Programa de Pós-Graduação em Literatura e Diversidade Cultural – PpgLDC


I Seminário de Literatura e Diversidade Cultural - Estação de Março
Dia 4 de março - das 9 às 11h30 e das 14h às 16h30


9h - Conferência de Abertura:

Drummond: cidades e memória
Prof. Dr. Marcio Roberto Soares Dias (UESB)

Lançamento do livro do autor:
Da cidade ao mundo: notas sobre o lirismo urbano de Carlos Drummond de Andrade


10h - Mesa de comunicações de egressos e mestrandos do PPGLDC:

Reynaldo Valinho Alvarez: duas faces do lirismo metapoemático.
Cleberton Santos (UEFS)

O discurso urbano de Izacyl Guimarães Ferreira, o amante apologético da civilização
José Inácio Vieira de Melo (PPGLDC)

Ferreira Gullar: sociedade e criação poética
Wesley Barbosa Correia (IF/BA)

Inutilia Truncat: Uma leitura do conto Civilização de Eça de Queiroz
Alana de Oliveira Freitas El Fahl (UEFS)

Num piscar de olhos: absurdo e fragmentação em Insônia e Estorvo.
Mírian Sumica Carneiro Reis (PPGLDC)


14h - Conferência:
Jorge Amado e a cidade da Bahia
Prof. Dr. Benedito Veiga (UEFS)


15h - Mesa de comunicações de egressos e mestrandos do PPGLDC

Carnaval e literatura
Valdomiro Santana (PPGLDC)

O fim da ordem clássica e o nascimento da modernidade
Idmar Boaventura (UEFS)

Essa Terra: um livro de desencontro
Antônio Gabriel Evangelista de Souza (UEFS)

Embriaguez e desarranjo: uma febre de modernidade em O bicho que chegou à Feira
Isis Moraes (PPGLDC)

A dimensão corresivo do outro em Clarice Lispector e Marrie Darrieusseqc".
Vera Márcia Lopes (PPGLDC)


Local: Sala de Eventos
Prédio da Pós-Graduação em Educação, Letras e Artes (Módulo 2)

2 comentários:

Pablo Soares Costa disse...

Caro poeta, tomei conhecimento do seu trabalho no site do escritor Goulart Gomes. Vejo que você não para! Quero parabenizá-lo pela poesia de qualidade que produz e desejo sucesso no Seminário na Uefs.

Josefina disse...

Querido poeta!

Hoje, ao ler isto: {CÓDIGOS DO SILÊNCIO (2000) - "José Inácio Vieira de Melo sabe que a poesia nasce do silêncio. A poesia é a clave miraculosa capaz de dar nome ao dito, capaz de dizer o indizível. Ela é o código do silêncio, decifra os hieróglifos e oferece a verdadeira face das coisas, dos lugares e das pessoas. Não há dúvida de que seu livro anuncia e prenuncia um momento de beleza imperecível. De poesia propriamente dita." GERARDO MELLO MOURÃO}, emocionei-me profundamente com as palavras do querido poeta maior e meu mestre. Quisera eu ter escrito tal verdade a respeito de teus versos. Mas como competir com Gerardo? Ele sempre lia antes de nós todos os versos novos e instigantes! Saudade perene.

A ti, meu carinho.
J.N.Mello