sábado, 27 de novembro de 2010

JIVM - EU QUERIA SER ELIZEU MOREIRA PARANAGUÁ



EU QUERIA SER ELIZEU MOREIRA PARANAGUÁ


Eu não queria ser John Malkovich
nem muito menos Ruy Espinheira.
Queria mesmo era ser Elizeu Moreira Paranaguá,
o Conde dos Lajedos, o Pássaro de Pedra.

E, então, sairia por aí catando pedras,Adicionar imagem alimentando-me da sua energia
e jogando-as na cabeça dos ignaros
para despertar a aurora das ideias.

Eu não queria ser John Malkovich,
não, definitivamente,de nenhuma maneira,
não queria ser Luis Antonio Cajazeira
que não cabe em si nem em todo o Cosmo.

Eu queria ser Elizeu Moreira Paranaguá,
que não é nada e, por isso mesmo,
cada passo seu é cheio de possibilidades.
Não tem rumo certo – é rota em aberto.

Eu queria mesmo ser esse ser
que vive a bater pedras – uma na outra –
a extrair delas o fogo do invisível:
a chama sagrada da poesia.

E depois eu falaria de Nietzsche,
seria seu profeta mais alucinado,
o super-homem, o superpateta,
a cravar a flecha na Maçã.

Nesses tempos de indagação,
eu, sendo Elizeu, filho da orfandade,
mataria meu pai e proclamaria
a Pós-Idade da Pedra Sagrada.


JOSÉ INÁCIO VIEIRA DE MELO

17 comentários:

Cyro de Mattos disse...

Belo, o que diz José Inácio, campeador do verso, para o ser-estar no mundo do poeta Eliseu.

Cyro

Carlos Alberto Santos Lima FIlho disse...

"eu sou Elizeu filho de orfeu" poesia com originalidade é ELIZEU MOREIRA PARANAGUÁ
eu quero ser!

Francisco Marcelo Cabral disse...

Belo poema, poeta. O que alías não constitui nenhuma surpresa
Abraços
Francisco Marcelo Cabral

Paulo Henrique disse...

Eu queria ser José Inácio....
Parabéns, poema maravilhoso
Abraços

Salgado Maranhão disse...

Como sempre, Zé Inácio, mais um belo poema. Abração.

Narlan Matos disse...

grandes amigos! parabens mestre Elizeu dos Campos Eliseos ! n

Silvia Dunley disse...

Vamos dar parabéns...Uma poesia de Ouro. bjs.

Clara Maciel disse...

Inácio, vc é um amor de amigo! Bem lembrado. Elizeu é maravilhoso no que faz e como gente também. Bjs, saúde para nosso poeta, vc e família. Bjs Clara Maciel

José Carlos de Freitas disse...

caríssimo zé inácio, estive hoje na casa de eliseu bebemorando in loco a festa do louco. você foi lembrado e brindado. o poema já o ouvi recitar é muito bom.
abreijos
jotacê

Vânia Melo disse...

Lindo! Beijo Inácio!
Salve Elizeu, filho de Orpheu!

António de Pádua disse...

Que belo poema, Inácio!
parabéns! Nesse instante estava possuído pelo g~enio da poesia.............. Quem é ele?.............. Quem é ele?....... "mendiga"!!!!!!!!!!!!!!!!
Um abraço de Coimbra!
pádua

Joana Ruas disse...

Você é um poeta maravilhoso que quase me fez querer ser o Elizeu Paranaguá. Guardo este poema.

Rita Santana disse...

Parabéns pela amizade entre os dois. Beijos em Elizeu e desejos de que esteja feliz. Parabéns, José! O poema é um brinde. Abraços!Rita Santana

Ronaldo Correia de Brito disse...

José Inácio,
o teu poema é muito bonito. Até fiquei com vontade de também ser Elizeu Moreira Paranaguá.
Grande abraço,
Ronaldo.

Vera Lucia Martins da Silva disse...

Parabéns para seu amigo e por ser agraciado com seu poema verdadeiro
grata
Vera

Terezinha Berber disse...

Beleza!, Parabens a Eliseu pela bravura dos 47 anos do existir, muita saúde e paz sempre. Viva aos Poetas e o traço da inspiração.
Grande abraço extensivo aos afetos, Tê.

Myriam Fraga disse...

Inácio,

Feliz do amigo que recebe um poema como presente de aniversário. Abrace o Elizeu por mim também,

Myriam Fraga