quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

POEMETOS DE JIVM NO CONCURSO VILA D'ÁGUA



O Teatro Vila Velha promoveu o Concurso de Fotografia e Poesia Vila d’Água, que premiou seis fotografias e seis poemas que comporão uma coleção de seis cartões-postais. Os cartões serão distribuídos na cidade de Salvador em 2010. A ideia é que a coleção ajude na formação da consciência sobre os recursos naturais do nosso planeta, principalmente sobre o uso da água. Pois bem, escrevi três poemetos, na véspera do encerramento das inscrições, e os enviei. Para minha satisfação, dois foram premiados. Ainda não sei quais foram. Resolvi colocar os três aqui no blog:


TRÊS POEMETOS D’ÁGUA


I

A água que lava os pés
é a mesma que alimenta a alma
e irriga os veios do corpo:
do teu corpo, teu planeta, tua casa.


II

Lavar as mãos agora
é condenar o jardim.

Olhe pra dentro, e ao redor,
arregace as mangas
e vá cuidar da fonte!

Os arvoredos dos passos só brotam
se a água molhar as plantas dos pés.


III

Tempestade num copo de água?

Tempestade é o seu copo
Sem um pingo d’água!


JOSÉ INÁCIO VIEIRA DE MELO

18 comentários:

Jeovah disse...

Parabéns, meu poeta.

Carlos Barbosa disse...

Parabéns, Zé. E tome água, mais água, mais poesia! Ao poeta cabe o sonho, a verdade do sonho. Abr. (carlos barbosa)

Alcione disse...

Um poeta saido de Dois Riachos conhece bem o valor da água.
Parabéns, Inácio!

Georgio Rios disse...

José, que boa esta iniciativa de unir foto e poema para conscientizar sobre a importanância da àgua, e melhor com poemas do amigo!!!

Joara Ledoux disse...

parabens...gran poeta pelo premio vamos marcar p trocarmos uma ideia conhecer melhor o trabalho do outro será gran...prazer é uma felicidade para a bahia te-lo como filho ....ficarei honrada e feliz se rolar parceiria...seu trab...tamb...foi feito p musicar....os arranjos músicais c violas de pano de fundo da resitaçao dos mesmos é conpletamente mágicos...pude ver como em um filme a nossa terra seca e o deserto oriental junçao de 2 mundos tao diferentes e tao igual.....ficaria o resto do dia a comentar ....bjks da rockeira baiana urbana e rural rs....inté

JIVM disse...

Jeovah, grato pos sua atenção.
Barbosa, a água é a senhora da vida, mas como diria Quintana: quem faz um poema salva um afogado. Valeu pela força.
Alcione, minha querida, pois é, eu cresci convivendo com solos rachados e sei a bênção que é a água. Grato pelo carinho.
Georgio, a união dessas duas linguagens quase sempre dá bons frutos. Vamos ver como é que vai ficar nesse projeto do Vila Velha.
Joara, por certo que faremos boas parcerias. Muito grato por sua presença.
Meus amigos, que bom vcs por aqui. Abraços.
JIVM

Daniela Rocha disse...

Parabéns pelos poemetos. A cada dia que passo pelo seu blog fico encantada.
Daniela

JIVM disse...

Daniela, minha querida, seja sempre bem vinda. Grato por sua atenção. Beijos.
JIVM

Maria Odete Olsen disse...

JIVM ...parabéns por mais esse prêmio. Lindo ver você brilhando com tua poesia. Toda felicidade do mundo prá você...bjo

Elaine Hazin disse...

Zé, parabéns pelo prêmio. Mais que merecido - sou sua fã!

beijos

Lidi disse...

Parabéns, Inácio. Um abraço!

JIVM disse...

Meus agradecimentos para Maria Odete, Elaine Hazin e Lidiane Nunes. Abraços.
JIVM

Mônica Macedo disse...

Parabéns por mais uma conquista.
Estrelas nascem pra brilharrrrr...
E poetas são presentes que Papai do Céu envia pra nos
encantar,emocionar e sonhar....

Marcus Vinícius Rodrigues disse...

Meu querido, parabéns. Os poemas são lindos!!!

JIVM disse...

Mônica, muito grato por seu carinho.
Vinícius, vc por aqui é uma alegria. Grato.
Abraços para ambos.

JIVM

Leo Sandes disse...

Olá Inácio... Parabéns!!! seu blog está cada vez melhor, gostei muito dos Poemetos, muito legal, há e me avise sobre o próximo evento Travessia das Palavras, um abraço.

Pensamentos de uma noite disse...

Grande Professor e poeta JIVM
Só quem nasceu no sertão, saberia falar do valor da agua.
Parabens, pelas singelas palavras


Lucas Correia

JIVM disse...

Ao Leo e ao Lucas os meus agradecimentos. Sejam sempre bem vindos. Abraços.
JIVM