segunda-feira, 8 de junho de 2009

HAI-KAIS AOS MESTRES II

José Inácio Vieira de Melo


O ANDARILHO

Adelmo Oliveira:
vertigens de um andarilho
na sua algibeira.


O ESPANTALHO

Francisco Carvalho,
centauro dos epitáfios,
rei dos espantalhos.


O INVENTOR

É Gerardo Mello
Mourão da nossa nação
o inventor o Homero.

4 comentários:

Georgio Rios disse...

Caro Cvalerio Muito bons Haicais, e os mestre são sempre os mestres!!!

Elizeu Moreira Paranaguá disse...

É uma homenagem de poeta para poetas. Esta forma de poesia em síntese vem demonstrar que José Inácio Vieira de Melo mais uma vez trilha na variação poética.

Francisco disse...

Muito bons seus hai-kais. Parabéns! Seguem o modelo de Guilherme de Almeida, que, além de respeitar a métrica (5 - 7 - 5), em 1936 introduziu nele a rima, sendo do primeiro verso com o terceiro, e rima interna (leonina) no segundo, ou seja, a segunda sílaba rimando com a sétima. Como no esquema:
----A
-B----B
----A

Alfredo Guedes disse...

Mais uma vez vc dá um banho de beleza e de técnica. Gosto muito de seus haicais e da homenagem que presta às suas referências, grandes poetas brasileiros contemporâneos, mas, infelizmente, ainda desconhecidos. Adelmo Oliveira, por exemplo, passei a conhecer a partir de seu haicai "O andarilho" e, agora, um pouco mais com a biografia e os poemas que postou ontem. Parabéns pelo belo trabalho que vem fazendo.